Políticas do Blog

Todo mundo tem (ou deveria ter) princípios e valores que norteiam suas ações. No caso de um veículo de comunicação isso não é diferente. Como meu objetivo é ser sempre transparente e não deixar dúvidas em relação às práticas que norteiam meu trabalho no Viver Viajando, destaco abaixo alguns dos aspectos principais em relação às políticas editoriais do blog.

Princípios éticos

Um blog é um veículo de comunicação. Um pouco diferente daquele jornal que chega na sua casa pela manhã (ou, mais provavelmente, que você lê pela internet), mas ainda assim deve ser encarado com responsabilidade e ética.

Os blogs, mais especificamente, blogs de viagem – têm suas especificidades. Por isso, trabalho sempre tendo em vista o Código de Ética da Associação Brasileira de Blogs de Viagem e as Diretrizes de Conduta da Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem, das quais faço parte.

Fontes

Acredito muito no diferencial dos blogs como veículos pessoais, com a cara de quem escreve. Como leitor, gosto de ler sobre experiências reais, de pessoas como eu. Por isso, a grande maioria dos textos publicados aqui tem como base minhas vivências. Ou seja: procuro falar, quase sempre, sobre lugares que visitei. Eventualmente, escrevo algum post sobre destinos que ainda não visitei. Nesse caso, deixo claro que as informações não partem da minha experiência pessoal, e acrescento links que fazem referência às fontes usadas.

Direitos autorais

Todo o conteúdo publicado no blog, seja sob a forma de texto ou fotos, é de minha autoria ou usado com autorização do dono. Não copio posts de outros sites, nem traduzo textos de blogs estrangeiros. Quase todas as fotos usadas nos posts foram feitas por mim; quando não, são fotos de bancos de imagem, com direitos de uso liberados (Creative Commons), cedidas para mim pelo autor ou enviadas por uma empresa para divulgação. Quando as fotos não são minhas, informo no final do post a quem pertencem. Se por acaso você encontrar no Viver Viajando algum material que não siga esses princípios, por algum engano meu, por favor me avise para que o remova ou corrija imediatamente.

Da mesma forma, os direitos autorais sobre todos os textos, imagens, vídeos e qualquer outro material publicado nesse blog, exceto quando especificado o contrário, são de propriedade do Viver Viajando e seu autor. A reprodução de textos ou imagens só pode ser feita com minha autorização expressa. Fique à vontade para fazer referência ao conteúdo publicado aqui através da menção de um pequeno trecho e link para o texto original. Caso você tenha interesse em comprar alguma imagem para uso em uma publicação, favor entrar em contato pelo e-mail contato arroba viverviajando.life.

Monetização

Manter um blog de porte médio ou grande exige dinheiro pra hospedagem, manutenção, taxas de afiliação às associações da categoria, entre outros gastos. Além disso, em dezembro de 2018 pedi demissão do meu emprego formal para me dedicar ao Viver Viajando e projetos relacionados, que atualmente consomem muito mais do que oito horas diárias de trabalho. Por isso, nada mais natural do que monetizar o blog, não é? (Ainda) não lucro o suficiente para pagar minhas contas, mas tenho algumas fontes de renda que detalho a seguir – afinal, a transparência com os leitores é muito importante pra mim.

Programas de afiliados – Muitas empresas que vendem produtos ou serviços online fazem parcerias com sites e blogs de diversos segmentos no esquema que se costuma chamar de “programa de afiliados”. Isso significa que se você clicar em algum dos links publicados aqui que levam ao site das empresas às quais sou afiliada e fizer uma compra, eu ganho uma pequena comissão sobre a venda. Você, por outro lado, não paga absolutamente nada a mais por isso – e em alguns casos ganha descontos especiais. Quem paga a comissão é o vendedor do produto ou serviço, retirando-a do porcentual de lucro deles em troca da minha indicação.

Essa é uma das formas mais fáceis pra você, leitor, ajudar o blog a se manter. Pra isso, no entanto, é preciso usar os links publicados aqui no blog, porque eles incluem um código que me identifica como parceira. Vale ressaltar que procuro sempre trabalhar com parceiros com qualidade comprovada, que eu tenha usado em minhas viagens ou sobre os quais tenha obtido referências positivas confiáveis.

Ainda assim, preciso lembrar que os serviços são fornecidos por terceiros e não tenho como assumir responsabilidade pelo serviço prestado – mas estou sempre à disposição para ajudar a resolver qualquer eventual problema (até o momento, nada do tipo chegou ao meu conhecimento).

Atualmente (fevereio de 2018), participo dos seguintes programas de afiliados: rentcars, uma empresa de aluguel de carros, o Seguros Promo, um site de venda de seguros de viagens e o Booking, site para reserva de hotéis, albergues e outros tipos de hospedagem no Brasil e no exterior.

Posts patrocinados – Outra forma de geração de renda para o blog são os posts patrocinados, também conhecidos como publieditoriais. Esses textos são escritos por mim, na linguagem do blog, e tratam de assuntos que eu acredito que são interessantes pra meus leitores. No entanto, eles são feitos em parceria com alguma empresa, que fornece informações pra escrita do texto.

Todos os posts patrocinados publicados no Janelas Abertas têm um aviso no início e no final do texto informando que se trata de um publieditorial. Como exigem os códigos de ética mencionados no topo da página e também o Código de Defesa do Consumidor, não aceito propostas de empresas que solicitam que tal condição seja omitida.

Viagens a convite – Eventualmente, empresas e instituições públicas enviam convites para blogs e outros veículos de comunicação para participar de viagens, que costumam ser conhecidas como press trips. Caso julgue que o destino e o formato da viagem pode ser de interesse dos leitores (e caso as datas e condições encaixem com minha agenda), posso fazer viagens a convite. As publicações resultantes da viagem, quando existirem, serão sinalizadas como “A convite”, de modo que fique claro para os leitores que a experiência não foi paga por mim. Vale ressaltar que as opiniões expressas em qualquer texto, post em redes sociais etc. referente ao evento/viagem será honesta. Não vou falar de um lugar, produto ou empresa que não me agradou como se fosse as mil maravilhas, mesmo que tenha sido convidada para conhecê-lo.

Apoios em viagens – O que também acontece eventualmente, mas com mais frequência do que as press trips, são apoios para partes específicas de uma viagem. No caso, sou eu que faço o roteiro, escolho as atrações a visitar e pago a maior parte dos custos da viagem, mas uma empresa fornece algum serviço ou produto como cortesia. Pode ser hospedagem, transporte, entrada pra uma atração… Seja como for, o fato de que tal elemento foi fornecido como cortesia também estará sinalizado em todos os posts que o mencionem, e minha opinião sobre ele será sempre sincera.

Banners – Você também vai encontrar aqui no blog alguns (poucos) banners tradicionais, exibidos em áreas específicas do layout e claramente reconhecíveis.

Adsense – Outro tipo de anúncios que você vê no Janelas Abertas são do programa Adsense, do Google. Para exibi-los a você, o Google usa cookies e rastreia sua visita a sites, oferecendo anúncios direcionados aos seus hábitos de navegação. Caso você não queira que seja feito isso (aqui no blog e em qualquer outro site que você visita), você pode gerenciar sua privacidade através de links encontrados nesta página. Não tenho qualquer responsabilidade sobre esses anúncios, que são mostrados de forma automática.

Troca de links

Seguindo as diretrizes para webmasters do Google, não aceito participar de esquemas de troca de links.  E-mails que solicitem esse tipo de negociação não serão respondidos.

Isenção de responsabilidade

Reforço que esse é um blog pessoal, com conteúdo produzido a partir das minhas experiências e impressões sobre os destinos, produtos e assuntos aqui mencionados. Não tenho como me responsabilizar se você chegar num lugar que eu amei e odiar, por exemplo, ou se o serviço prestado por terceiros for insatisfatório. Infelizmente também não tenho controle sobre informações práticas que podem ser alteradas com o passar do tempo, como horários de funcionamento, valores, endereços, câmbio… Sendo assim, recomendo que sempre cheque esses dados antes de viajar. E, como ser humano que sou, estou sujeito a erros: pode ser que me esqueça, omita ou confunda alguma coisa sem intenção. Por isso, peço que, por favor, me avise se encontrar algum erro ou informação desatualizada, para que eu possa corrigi-la.

Tem alguma dúvida sobre um desses assuntos ou acha que algum aspecto importante ficou de fora? Escreve pra mim!