Pantanal Matogrossense: Relato de 7 dias no Pantanal Norte

2
741
pantanal matogrossense

Pantanal Matogrossense, 7 dias no coração do Pantanal Norte

Olá sejam bem-vindos a este novo texto do blog sobre o Pantanal Matogrossense, aqui quem vos escreve é Maurício Lima e Milene Lima diretamente de Barão de Melgaço, para contar sobre uma aventura de 7 dias.

É com imensa satisfação que vamos contar para vocês nossa experiência de virada do ano na Pousada Rio Mutum, situada em Barão de Melgaço.

Começamos nossa jornada em Cuiabá , saímos por volta das 14h30 passamos por Santo Antônio do Leverger uma pequena cidade que fica a aproximadamente 20 Km da capital, uma viagem bem tranquila, pois, as pistas estavam em bom estado e são bem sinalizadas.

Após passar por Leverger, continuamos nossa jornada até ao distrito de Mimoso, no caminho, encontramos um dos atrativos turísticos do distrito, denominado Memorial Marechal Cândido Rondon.

Um espaço construído para mostrar a história do Marechal, um lugar aonde é possível ler todas as histórias de suas façanhas com fotos e esculturas do mesmo vale a pena dar uma paradinha no local.

Pantanal Matogrossense: Relato de 7 dias no Pantanal Norte

Continuando nossa jornada rumo ao Pantanal Matogrossense chegamos ao fim da do Vilarejo de Mimoso aonde acaba o asfalto e entramos numa estrada de chão aproximadamente 18 km para chegar até a pousada que ficamos hospedados a Pousada Rio Mutum.

Embora seja uma estrada de terra, cabe ressaltar que é uma estrada em bom estado de trafegabilidade, pelo menos na data em que estivemos no local, que foi 31 de dezembro ao dia 06 de janeiro de 2020. Demoramos cerca de 30 minutos até chegarmos na placa de entrada da pousada rio mutum. Então a Milene deu um suspiro e disse: Finalmente estamos no Pantanal Matogrossense.

Da placa de entrada até a pousada em si é aproximadamente 4 km, então chegamos ao estacionamento da Pousada Rio Mutum onde fomos recepcionados calorosamente pela equipe que nos aguardava de prontidão.

Pantanal Matogrossense: Enfim chegamos ao coração do pantanal

Então, logo após fazer o check-in fomos encaminhados ao nosso apartamento, a pousada tem um estilo de cabanas de alvenaria, imagina várias casinha dispostas no meio de um grande quintal verde arborizado, com enormes corredores que fazem um caminho suntuoso e sinérgico, remetendo a espaços de um bosque ao redor das cabanas.

Ou seja, o encantamento do espaço físico ofertado já nos coloca em contato com a natureza.

Cada cabana é dividida em dois apartamentos com privacidade total, nos proporcionando um ambiente acolhedor e tranquilo.

Cada apartamento é composto por um quarto bem aconchegante e acolhedor, o banheiro é espaçoso, há também um pequeno closet… Quando a Milene viu a cama ficou encantada pois parecia uma cama de princesa… Ah!!! Também cabe ressaltar que cada apartamento tem uma varanda privativa com rede à disposição, um charme o espaço, veja abaixo algumas fotos:

Um belíssimo casal de papagaios falantes no Pantanal Matogrossense

Logo na chegada fomos recepcionados por um casal de louros que vieram até a nossa cabana para fazer amizade, então pousaram nas cadeiras que há em frente da
janela e começaram a conversar conosco. (impressionante como sabem tantas palavras)

Eram bastante agradáveis e eles até contavam piadas que riam bastante… Inclusive acredito o louro macho foi quem assobiou para minha mulher… Malandrinho não? hahaha (Acho que ele teve problemas com sua esposa rsrsrs, pq ela falou alguma coisa na linguagem deles e ele voou para longe).

Pantanal Matogrossense: Relato de 7 dias no Pantanal Norte

Como chegamos por volta das 18h, logo anoiteceu e o casal de louros foi dormir, então ficamos sozinhos em nossa Cabana, tomamos um belo banho em um chuveiro delicioso, o banheiro possui um kit agradável de sabonetes e shampoos(amenities).

Depois fomos descansar um pouco, para nossa surpresa os quartos são equipados com TV por assinatura com +180 canais, escolhemos um bom filme e fomos assistir para esperar a hora de ir para a ceia de ano  novo.

Nesse meio tempo, fomos informados que haveria um lanche antes da ceia. Era um delicioso caldo de piranha, então nos deslocamos até a área de refeição, uma choupana redonda grande fechada bem estilosa e arejada que já estava toda decorada preparada para a passagem do ano.

Pantanal Matogrossense: Relato de 7 dias no Pantanal Norte

A decoração foi clean e clássica, toda branca emanando muita paz… Além do caldo de piranha foi ofertados salgadinhos diversos nas mesas, ah e cada mesa já estava demarcada conforme o hóspede. Um verdadeiro paraíso no coração do Pantanal Matogrossense.

Havia a plaquinha onde éramos identificados, todos nos chamavam pelo nome achamos isso bem legal…

Mais tarde, por volta das 23h, começaram a por a mesa, foi servido uma belíssima ceia que é composta por carneiro assado, porco assado, pernil, saladas, entre outros muitos pratos deliciosos no qual degustamos de tudo que foi ofertado… Ah tinha também uma mesa, recheada de frutas que além de decorar também era para degustar…

Para os que gostam de simpatia, tinha frutas que geralmente são utilizadas nelas … Por exemplo romã, para comer sete sementes e entrar com o pé direito no novo ano rsrrs.. veja abaixo algumas fotos:

A confraternização da pousada

Uma coisa que muito nos chamou atenção foi que a confraternização de virada na pousada não havia queima de fogos de artifício, pois como a pousada é no Pantanal Matogrossense, é cercada de inúmeros animais de espécies e trabalha com o ecoturismo e turismo sustentável é uma atitude assertiva, pois sabemos que os fogos além de assustar estressam os animais.

Parabéns a pousada por esta atitude!!! Outro detalhe que não podemos deixar passar em branco é o fato de que assim que fizemos a reserva e minha esposa avisou ao responsável que nos atendeu pelo telefone, que não consumimos bebidas alcoólicas e que na virada poderíamos tomar um suco sem problema algum.

Pantanal Matogrossense: Relato de 7 dias no Pantanal Norte

Para nossa surpresa o sr. Max se deslocou até uma cidade mais próxima em busca de um espumante sem álcool , então ficamos muito surpresos e felizes pelo tratamento humano e pessoal que tivemos.

Acreditamos que houve um deslocamento no mínimo de 50 km, para conseguir comprar nosso espumante só para não ficarmos de fora do brinde tão esperado!!!

Essa atitude nos encantou que até nos emocionou!!! Então logo após o brinde e final das comemorações da confraternização seguiu o baile, com uma banda com musica ambiente bem agradável… Seguida de clássicos de MPB durante o jantar e comandou a animação da contagem regressiva e, por conseguinte, as músicas de costume após a virada com marchinhas de carnavais tradicionais o que propiciou um ambiente agradável, alegre e acolhedor estava tudo ótimo.

Retornamos ao nosso apartamento, pois queríamos aproveitar o máximo à estadia…

Veja abaixo algumas fotos pessoais (não repare na qualidade, pois são fotos de celular a noite)

Acordamos no primeiro horário e fomos tomar um delicioso café da manhã e fomos nos preparar para a fazer nossas trilhas para fazer as fotografias para postar aqui para vocês, afinal de contas nosso texto é sobre: “Pantanal Matogrossense: Relato de 7 dias no Pantanal Norte”, não é mesmo?!

O Pacote de Passeios no Pantanal Matogrossense é Super Recomendado

Infelizmente como o texto já se tornou muito extenso não poderemos descrever nossa experiência nos seis dias de passeios pela pousada, mas vamos deixar abaixo os descritivos e os contatos para reservas, mas já vamos adiantar que foram 7 (sete) dias maravilhosos.

Obs: Nosso primeiro e o último dia foram diferentes pois fomos de carro próprio, o itinerário abaixo considera que você vá e volte com o transfer deles, onde ele fazem a recepção no aeroporto de Cuiabá e no último dia trazem o hospede de volta para o aeroporto.

(vide álbum completo no fim do post)

(Pacote de sete dias)

1º DIA – CUIABÁ > Pantanal Matogrossense > POUSADA DO RIO MUTUM

  • TRANFER IN

  • PALESTRA

  • TRILHA DE RECONHECIMENTO

Recepção no aeroporto de Cuiabá. Transfer de carro com destino à Pousada do Rio Mutum, num trajeto de aproximadamente 2 horas e 30 minutos, passando pela pequena cidade de Santo Antonio do Leverger e pelos Vilarejos de Porto de Fora e Mimoso, local onde nasceu o Marechal Cândido Rondon. No trajeto é possível avistar
pássaros, pequenos animais, paisagens e construções típicas do povo pantaneiro. (Conheça a incrível história do matogrossense Marechal Candido Rondom).

Pantanal Matogrossense: Relato de 7 dias no Pantanal Norte

No período da cheia (de Dezembro a Abril) o transfer poderá ser de 2 horas de carro mais 30 minutos de barco, sendo este último no trecho entre a Ponte do Rio Mutum e a Pousada. Chegada à pousada, recepção e drinque de boas-vindas. Após o check-in,
palestra de introdução ao Pantanal Matogrossense e região, com apresentação de mapas cartográficos e imagens de satélite.

E para os amantes da natureza, a possibilidade de logo após a palestra, realizar uma caminhada para a observação das várias espécies de pássaros e outros animais que habitam o parque da pousada.

No início da noite é servido o saboroso caldo de piranha em seguida jantar com pratos típicos da região.

Pernoite.

2º DIA – Pantanal Matogrossense > POUSADA DO RIO MUTUM

TRILHA

Após o café da manhã, caminhada com duração aproximada de 3 horas, para a exploração da natureza, passando por cordilheiras, matas e campos abertos em busca de aves, mamíferos, répteis, plantas e outros componentes do Ecossistema Pantanal Matogrossense.
Retorno para almoço.

RIO MUTUM

A tarde, passeio de barco pelo Rio Mutum, com duração aproximada de 3 horas. Neste rio de águas transparentes e formas sinuosas, além da vegetação, em seu leito podemos
observar ariranhas (Pteronura brasiliensis) raias (Taeniura lymma) e cardumes de pequenos peixes. E em suas margens, várias espécies de pássaros que têm como habitat natural a mata ciliar.
Retorno à pousada. Jantar.

 FOCAGEM

Após o jantar, focagem noturna, realizada de jipe ou de barco, com duração aproximada FOCAGEM de 2 horas, para Exploração dos arredores da pousada em busca de animais de hábitos noturnos e contemplação do ambiente pantaneiro.
Pernoite.

3º DIA – Pantanal Matogrossense > POUSADA DO RIO MUTUM

MORRO DA BARÃO
(canoa e trilha)

Após o café da manhã, passeio com duração aproximada de 3 horas, descendo o Rio Mutum, de canoa, até o morro que separa as Baías de Siá Mariana e Chacororé. Nesse local inicia-se a caminhada por trilha que favorece a observação de pássaros, macacos e outros animais. O que mais chama a atenção é a diversidade da flora pantaneira, representada pela grande variedade de plantas com características totalmente
diferentes da vegetação dos alagados. Curiosamente, Encontramos aqui o cacto (Cereusperuvianus) originalmente nativo de regiões secas como a caatinga.
Retorno a pousada para o almoço.

JEEP SAFARI
(Capoeirinha)

A tarde, safari de jipe até uma vila de nome Capoeirinha, distante 15 km da pousada.
Esta atividade com duração de aproximadamente 3 horas, tem como objetivo a observação de uma das espécies de aves do Pantanal Matogrossense mais ameaçadas de extinção: a arara azul (Anodorhynchus hyacinthinus). No retorno, no final da tarde, exploração do caminho em busca de visualizar mamíferos e outros animais.
Jantar e pernoite.

4º DIA – Pantanal Matogrossense > POUSADA DO RIO MUTUM

CAVALO

Após o café da manhã, passeio à cavalo com duração aproximada de 3 horas, até uma fazenda típica às margens da Baía de Siá Mariana. Esse caminho é excelente para a
observação da flora e fauna locais que, durante todo o ano, surpreendem pela diversidade de espécies.
Almoço na pousada.

CUIABÁ MIRIM

À tarde, passeio de barco com duração aproximada de 3 horas, visitando uma vila de pescadores situada às margens do Rio Cuiabá. Esta vila de nome Cuiabá-Mirim é um local encantador pela simplicidade e espontaneidade de seus habitantes. Nela é possível interagir com o povo pantaneiro, que vive da pesca e da agricultura de subsistência, apreciar seus costumes e sua convivência pacífica com o meio ambiente.
Retorno à pousada para o jantar e pernoite.

5º DIA – Pantanal Matogrossense > POUSADA DO RIO MUTUM

REMO

Após o café da manhã, passeio de canoa com duração aproximada de 3 horas, remando pelo Rio Mutum, com sua rara e singular beleza. O ritmo da cheia e da seca influencia
toda a vida do Pantanal Matogrossense. Na região da Pousada Rio Mutum, pela sua topografia, é possível encontrar durante todo o ano diferentes paisagens e uma enorme biodiversidade.
Retorno à pousada para o almoço.

JEEP SAFARI (Mucambo)

A tarde passeio de Jipe, com duração aproximada de 3 horas, até a comunidade de Mucambo, situada a 42 km da pousada. Esta atividade com duração de aproximadamente 3 horas, tem como objetivo a observação da Arara Azul (Anodorhynchus hyacinthinus), Arara Vermelha (Ara chloropterus), Arara Canindé (Araararauna) e Tucano (Ramphastos toco). No retorno, no final da tarde, exploração do caminho em busca de visualizar mamíferos e outros animais.
Jantar e pernoite.

6º DIA – Pantanal Matogrossense > POUSADA DO RIO MUTUM

CAVALO

Após o café da manhã, passeio a cavalo em meio à mata fechada, com paradas para observação da topografia pantaneira, com sua flora exuberante e rica diversidade de
pássaros e outros animais. Esta atividade tem duração aproximada de 3 horas.
Retorno para almoço.

POR DO SOL
PESCA PIRANHA
FOCAGEM DE JACARÉS

A tarde, passeio de barco, com duração aproximada de 3 horas, descendo o Rio Mutum até a Baía de Siá Mariana (com 8 km lineares de extensão no sentido Norte/Sul).

Este passeio tem por objetivo explorar as margens da baía e o canal que liga a Baía de Siá Mariana com a Baía de Chacororé, onde todo o ano pode-se observar diversas espécies de aves, répteis e outros animais (no período da cheia a Baía de Chacororé ultrapassa 15 km de extensão em área aberta).

No final da tarde, parada para apreciação do pôr do sol e pesca de Piranha. Ao anoitecer, retornando à pousada, focagem de animais de hábitos noturnos. Ao desembarcar, o imperdível show de alimentação dos jacarés.
Jantar e pernoite.

Obs: * A pescaria de piranhas ocorre nos meses de Março a Outubro. No período de 01 de outubro a 28 de fevereiro, é proibido pescar nos rios, lagos e baías de Mato Grosso, por se tratar do período de reprodução dos peixes (Piracema).

7º DIA – Pantanal Matogrossense > CUIABÁ > AEROPORTO

ALVORECER

4h30 – Alvorecer com saída de barco a remo, com duração aproximada de 1 hora e 30 minutos, para a apreciação do deslumbrante espetáculo do despertar da natureza no
Pantanal Matogrossense. Retorno à pousada para o café da manhã, seguido de check-out e embarque com destino ao aeroporto de Cuiabá.

NOTA

O Pessoal da pousada reservarva-se ao direito de modificar, por motivos operacionais, a sequência do programa, e substituir atividades em virtude de mudanças climáticas, ou por outros fatores alheios, recomendo entrar em contato e tirar maiores dúvidas pelos seguintes contatos: +55 65 3052-7022 +55 65 99603-3732 (whatsapp)
E-mail: info.reservas@pousadamutum.com.br

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui